INTERFACE CORPO/PSIQUE

Medicina chinesa

A medicina chinesa tem uma forma de entender

o funcionamento físico diferente da medicina

convencional. Essa forma de entendimento facilita

muito a compreensão da interação corpo-psique.

Por exemplo, na medicina chinesa nossos órgãos

estão relacionados a meridianos que são canais de

energia que circulam pelo corpo. Para esta medicina,

o fluxo perfeito de energia nesses canais se conecta à saúde perfeita.

Os canais de energia além de se relacionarem com órgãos também se relacionam com outras partes do corpo por onde eles passam e com um grupo de frequências semelhantes entre si e, portanto, interrelacionadas. Desta maneira fica mais fácil compreender a relação do corpo e da psique visto que órgãos e partes do corpo se relacionam também com emoções de frequências semelhantes, com funções psicológicas mais complexas associadas às emoções, entre outras coisas.

Pensamentos e sentimentos são energia. Desta forma a energia gerada pela psique, ou seja, sentimentos e pensamentos, afetam o nosso corpo.

Alguns sentimentos e emoções se relacionam mais fortemente, por afinidade de frequência, com alguns órgãos e partes do corpo do que outros.

Veja o exemplo seguinte:

A raiva está relacionada ao fígado e à vesícula biliar; o sentimento de perda e/ou luto estão relacionados ao intestino grosso e ao pulmão; a alegria e a tristeza estão relacionadas ao coração e ao intestino delgado; a preocupação está relacionada ao baço e ao estômago.

Quando em equilíbrio, os nossos meridianos terão neles a energia circulando plenamente e os órgãos relacionados e estes meridianos estarão mais saudáveis. Os meridianos também se relacionam com emoções, sabores, músculos, funções psíquicas, além de outras partes do corpo. Por exemplo, quando em equilíbrio o coração e o intestino delgado, que têm relação com as emoções de alegria e tristeza, terão como emoção natural a harmonia. No entanto, em desequilíbrio, pode surgir a depressão.

Da mesma forma existirão emoções naturais relacionadas ao equilíbrio dos outros órgãos e relacionadas ao seu desequilíbrio.

Lembrando que aqui quando falamos em equilíbrio estamos falando de um equilíbrio dinâmico e não estático porque nada na saúde é estático o nosso corpo está em movimento o tempo todo. Nossas células, suas interações, assim como a nossa psique, tudo se mantêm em movimento.

Chineses Ervas Medicina